quarta-feira, 8 de abril de 2009

O perfume

Cansado do cheiro dela e em profunda vontade que se assemelhasse ao cheiro que me traz tantas saudades, ofereci-lhe o "rush" da Gucci, ficou surpresa com a escolha pois adorou e nunca pensou que eu tivesse jeito para perfumes, colocou-o e o pior cenário confirmou-se: o cheiro do perfume estava lá mas o efeito dele na pele não tem o mesmo efeito, não é tão bom, não me inspira nada. Pelo contrário, até me irrita ter fragmentos do cheiro e depois não estar completo. É uma semelhança falsa que em nada traz benefício ou boas memórias, está distorcida, semi-apagada. A única alegria é a dela que vê naquele frasco de perfume mais que o que ele transporta, uma tentativa vã de perfumar a saudade.
Telefonei há uns dias a quem amo, por três vezes disse "estou?" antes de eu desligar e a sua voz voltou a dar ar a quem já sufocava. Que saudade, que puta de saudade............

8 comentários:

provocação disse...

Peles diferentes fazem combinações de cheiros diferentes...não é por aí acredite.

Anónimo disse...

Engraçado (sem ter graça nenhuma) tabém já ofereci a um namorado o perfume de um ex pq gostava particularmente do cheiro e tinha boas recordações mas aconteceu-me o mesmo que a ti, desejei que o frasco se partisse e foram os 50ml mais longos da minha vida.

sonhos/pesadelos disse...

um perfume usado por um X marca na memória esse mesmo X, e mesmo que um Y use o mesmo perfume, o efeito não é o mesmo,é daquelas coisas que nos marca e define muitas vezes como lembrança de alguém em particular...
bjs endiabrados

Eva disse...

Benn there, done that..misstake :-(
Adoro os seus textos, pena ser tão espaçado.

Marilyn disse...

Nunca se deve tentar misturar os cheiros numa mulher. Não leu "o perfume"? Aprendia a perfumar por aí de forma errada.

FacAfiada disse...

Transmissões ... São fudidas!

Eli disse...

xii!...

Que tortura!...

Dakota disse...

Homem sofre ...

:)

(o sorriso não é de gozo, apenas de compreensão)

eheh