quinta-feira, 12 de março de 2009

O jantar de ontem

Ela: camisola roxa com barras pretas, jeans, saltos vertiginosos. Cheiro de verniz recente e perfume a bolsar para fora das mangas a cada passo. Cabelo vindo do secador, maquilhagem presente e risinhos exagerados por tudo e por nada. Jantou como quem não tinha fome bebeu como quem tinha muita sede, cerveja. Rejeitou a sobremesa continuou com sede para ir beber um copo. Anuí, levei-a a um bar calmo. Pôs-me a mão na perna enquanto conduzia para me chamar a atenção de uma estátua numa rotunda. Previsível, sem grandes temas de conversa. Pouco fascinante embora muito convencida. Voz branda mas forçada numa mulher pouco doce e irada com a vida. Muito camuflado, disposta a entrar em guerra por tudo e nada. Disse que estava a lêr uma trilogia muito romântica e que adorava romances. E música que adorava música calma. Olhei duas vezes enquanto pensava se me teria enganado na imagem que fiz à priori. Não estava, passou uma rapariga por nós, quase adolescente que lhe tocou no cotovelo fazendo a desiquilibrar um pouco o copo. Gritou um "Então?!" já de pés em posição de combate e mãos dispostas a agir. Retomou a pose de farsa perante um "desculpe" intimidado.
Já me enviou duas mensagens hoje, uma a dizer "bom dia, a noite de ontem foi espectacular, beijo Rita" e outra a fingir que se tinha enganado e a chamar-me Ana. Não tenciono responder, odiei tudo.

11 comentários:

Senhora Dona Mé disse...

ah, a típica mensagem enviada "por engano"...
nunca hei-de fazer isso; abomino quem o faz.

Sad Tear disse...

pelos vistos não correu muito bem...

provocação disse...

É continuar a tentar, digo eu...então e o tal amor que não esqueceu???

DeusaMinervae disse...

Já me aconteceu mas em versão feminina :) Forçar serem quem não são estraga tudo. Ser simples... Basta isso.

Maria disse...

provocativo este texto, mas é lindo.

DESIRE disse...

Não vale a pena insistir no que dá...
Beijos prometidos

Silvia F. disse...

Bem, pelo que entendi mais uma experiência para esquecer.
Já me aconteceu o mesmo, não respondi e vieram as perseguições. Há gente para tudo.

The Inquirer disse...

Não compreendo estas mulheres que preferem tornar-se em alguém que não são do que mostrar logo a sua verdadeira cara... Uma coisa é esconder aquele pormenor que pode assustar quem não o espera.. mas mudar tudo só para conseguir ter alguma coisa com um gajo... é ridículo...

As mensagens "por engano" é algo que já fiz... mas.. para ai quando tinha uns 15 anos... para alguém acima dessa idade é um bocado ridículo...

Olha, continua a tentar que não vale a pena desistir, ainda há boas mulheres por ai....

cabra_nazi disse...

Adoro a tua escrita. Muito realista e acima de tudo verdadeira. Parabéns P.S apesar de ser mulher concordo ctigo em muita coisa e abomino certos "clichés" apesar de que nisso os homens ( alguns )também sejam verdadeiros mestres do horror...

Valquíria Vasconcelos disse...

É nestas alturas que sinto vergonha da minha espécie...

Anónimo disse...

Acho interessante ver um homem a valorizar outros atributos para além da beleza. E acho muito bom saber que andei certa estes anos todos, os homens precisam de desprezo q.b.